lunes, 30 de diciembre de 2013

ano novo

sou uma artista famosa que não descobriram ainda:
sozinha no ano novo, com o cinzeiro cheio,
o copo vazio, o coração forte e ao mesmo tempo fraco
que pede por coisas que no fundo são só companhia.
tenho o mundo todo dentro de mim
e, veja, ele cabe inteirinho no meu peito.

ano novo já foram tantos durante o ano todo
que um ano novo enfeitado só é enfeitado porque soltam fogos,
abrem espumantes e fazem listas
porque pra mim eu fui nova tantos dias
que nem sei como consegui
morrer e nascer tantas madrugadas seguidas.

ano novo anunciado
que depois de tanta festa
vira só praia vazia
canto dos pássaros
ressaca
promessa
sono.

este ano novo veio
e a única coisa que ele quer
é ser ele mesmo.

No hay comentarios:

Publicar un comentario