martes, 27 de mayo de 2014

Seus olhos de pantera
seu sorriso franco,
seus olhos tristes.
Choram a vida que passa,
choram e borram a maquiagem
mas não deixam de viver.

Seus olhos são o mundo inteiro:
o mundo que viveu
as paixões que viveu
o tempo que morreu
e o tempo que virá.

Você, tão jovem, tão velha,
dá risada do caos
com seu copo de martini em uma mão
e o cigarro em outra.
Enquanto a fumaça se esvai,
você chora
e você vive,
porque sabe que dentro da sua alma habita uma bela loba.

No hay comentarios:

Publicar un comentario