domingo, 5 de abril de 2015

assunção

me encontro no meu desalinho
me ajusto no meu desencontro
e sucedo
do que não sabia que já fui.
um dia eu chego
exatamente na esquina
do passado com o presente
do futuro pretérito imperfeito.
eu me desdobro,
renasço,
transformo,
transbordo,
floresço,
pra estar mais próxima
do que posso me tornar um dia.
quando este dia chegar
direi tranquila
"deus, agora pode me matar".

No hay comentarios:

Publicar un comentario